Reflexão Litúrgica Dominical                                      

Reflexão Domingo de Ramos Ano B - 2015

"Deus quis ser homem para arrancar-nos do pecado"

Estamos começando a maior semana do ano Católico – A Semana Santa. Esta é onde se encontra alguns dos grandes mistérios de nossa fé. Nós, que pelo pecado de nossos primeiros pais, estávamos impedidos de ir para a casa do Pai, inclusive nem podíamos chamá-lo assim – Pai, pois perdemos a filiação com o pecado. Recebemos do Criador a maior graça que Deus poderia dar – seu próprio Filho, essa graça foi tão imensa que por mais que meditemos jamais iremos compreender o que é Deus enviar seu filho único, que se esvaziou de sua divindade, para assumir nossa natureza humana, que estava decaída pelo pecado e mesmo assim se colocou em nosso meio como um de nós. Esse rebaixamento do Filho de Deus foi algo tão incomensurável que Santo Agostinho diz que a obra do Filho é maior que toda a criação. Penetrar neste mistério é tocar o Céu. Saborear esta obra, este presente, esta humanidade de Cristo é ser elevado ao mais alto Céu. Temos muito que meditar, mergulhar, viver, são momentos santo, pleno de divindade.

E tudo o que aconteceu com Jesus foi proclamado pelo Pai nas profecias do Antigo Testamento. Puxa! Como o coração dos homens estava fechado! Tudo estava se passando na frente deles e nem assim abriram o coração para acolher o Rei que se colocou em nosso meio. Mas, na predestinação, do projeto do Pai, essas coisas estavam por acontecer, não que o Pai queria assim, mas os homens pela maldade de seus corações iriam agir assim.

Reflexão 5º Domingo da Quaresma Ano B

Que tipo de pessoa eu quero ser na eternidade? 

Neste período quaresmal, somos chamados a viver em profunda comunhão com o Senhor em todo seu mistério de salvação e somente assim chegaremos à páscoa com uma profunda comunhão com o Ressuscitado. Neste fim de semana somos orientados a refletirmos sobre o projeto do Pai de resgatar a humanidade mergulhada no pecado e impedida de ter uma relação de amor com Deus. Sabemos que após o pecado toda a natureza humana ficou banida da face de Deus, mas Deus em seu amor sempre buscou resgatar esse povo, senão de forma direta e jurídica, isto é, Deus poderia simplesmente dizer estão todos salvos e pronto toda humanidade estaria salva e sem nenhum pecado sobre a face da terra. Mas Deus sabe que isso seria uma afronta ao ser humano que decidiu afastar livremente d’Ele.

Por isso durante todo o Antigo Testamento Deus está fazendo alianças com os homens e este falhando no cumprimento dos compromissos com seu criador, mas Deus não desiste, vemos Jeremias dizendo as palavras proféticas de Deus: “imprimirei minha lei em suas entranhas, e hei de inscrevê-la em seu coração;serei seu Deus e eles serão meu povo”. Nosso Deus ama seu povo e quer reuni-los em torno de si. O senhor se mostra como um Deus de misericórdia e compaixão que perdoa os pecados e resgata seu povo não porque vê algum mérito neste povo, mas simplesmente o AMA. “... todos me reconhecerão do menor ao maior deles, diz o Senhor, pois perdoarei sua maldade”. Assim desde muito tempo somos chamados e conhecer as propriedades de nosso criador – Deus é amor (1Jo 4,8).

Top5

1Tony Allysson
Purifica-me
2Canal da Graça
Anjo Guardião
3Rosa de Saron 
Cartas ao Remetente 
4Ministério Vida e Comunhão
Teu Avivamento
5Ministério Adoração e Vida
Herói

Tenha você também a sua rádio